Tuesday, November 27, 2007

A menina que roubava livros

É o livro que estou lendo atualmente. Estou na metade, mas já recomendo! É muito bom e particularmente duvido que eu me decepcione com o final e deixe de recomendá-lo, por isso já o faço agora.

Claro que é mais uma obra vinda do fantástico mundo da mochila de Uágner, rs... mas a mochila de Uágner (assim como a minha) são assuntos para um novo post.


A quem interessar, segue a sinopse do livro:

A menina que roubava livros:
Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a Morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em 'A menina que roubava livros'. Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade desenxabida próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido de sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona-de-casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, 'O manual do coveiro'. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro dos vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes. E foram esses livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto da sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar. Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal. Mas só quem está ao seu lado sempre e testemunha a dor e a poesia da época em que Liesel Meminger teve sua vida salva diariamente pelas palavras, é à nossa narradora. Um dia, todos irão conhecê-la. Mas ter a sua história contada por ela é para poucos. Tem que valer a pena.

9 comments:

Iana Coimbra said...

Gabi!

Tô louca para ler esse livro. Mas como me falaram que é bem triste, estou esperando um pouquinho.rs Li há pouco O caçador de pipas e chorei até.

Mas pode deixar que uma hora aproveito a sua dica! rs.

Bjs!

Carol Sales said...

wow,
Será que o Wagner me empresta? KKKKKKKKKKKKKKKK
Diz a ele que eu devolvo mais rápido e que eu não demoro como eu demorei com o do "NITI"...

bjs

Bruna Souza said...

Oi Gabi!
Poxa, também tô doida atrás desse livro!

Gostei muito do seu blog. Ri muito com suas perdas de memória, viu Dori! rs

Bjs

Gabi said...

Ei Iana! Eu tb chorei até no Caçador de Pipas... e A menina que roubava livros é no mesmo estilo. Aquele tipo de livro que vc começa a ler e não quer mais parar. Mto bom! Leia mesmo e depois me diz o que achou =)

Carol, acho q o Uágner vai começar a pegar coisas nossas como garantia da devolução rápida dos livros! hahahahah Dessa vez acho q ele te empresta só depois dele ler, rs... (eu só peguei na frente dele pq ele ainda não entrou de férias da federal) pq até hj ele não leu o livro do "Niti" que se perdeu no espaço... hehehehhe

Ei Bruna! Seja bem vinda ao blog e volte sempre =)
Recomendo de mais esse livro, mto bom mesmo!
Qto as minhas perdas de memória, rs... vc não viu nada! hahahaha Aos poucos vou postando mais "causos", cê vai ver as situações pelas quais já passei... hehehehe

Bruna Souza said...

Pode deixar Gabi! Vou voltar sempre que puder! Álias, tô te favoritanto, ok?
E ah, vou ficar esperando seus causos!
Fica com Deus!

AKEMI TAKENAKA said...

gabi, valeu pela visita!!! volta la mais vezes, viu! qnto ao seu post, alguem ja me falou desse livro tmb. acho q vou direto compra-lo pra dar uma checada... =) beijos!

Carol Sales said...

Como assim? O livro do "Niti" sumiu? O Uagner sabe que eu devolvi, né? Mandei motoqueiro entregar em mãos há uns 2 anos...rsrs.

Nivs said...

Quando são as incrições pro vestibular AMIGOS DO UAGNER 2007? Preciso me inscrever urgentemente! Estou lendo e chorando também por causa dos parentes de Bin Laden. Lindíssima história! E pelo visto, já vi qual vai ser o próximo! Adorei a dica. Já vou dar uma olhada no buscapé pra ver se ele entra na listinha de presentes natalinos!

Gabi said...

Bruna, vou te "favoritar" aqui tb, pra poder ler seu blog sempre.

Ei Akemi, obrigada pela visita tb! Pode comprar o livro pq é mto bom! Não consigo parar de lê-lo.

Carol, o Uágner sabe q vc devolveu sim, rs... só que agora o livro está em algum lugar desconhecido, numa cidade do interior, que só a Rê diz existir...

Nivs, o vestibular de amigos do Uágner é concorridíssimo, porém todos os candidatos sempre passam :D hehehehe. Vc pode olhar no buscapé ou entrar na fila de amigos do Uágner q lerão o livro =)