Sunday, December 23, 2007

Sair com engenheiros, matemáticos e gestores de finanças dá nisso...

Quando eu digo que minha vida daria um roteiro de filme, ninguém acredita, rs... definitivamente as pessoas que conheço, os lugares que frequento e as coisas que acontecem cmgo são únicos!

Me considero afortunada pela vida que tenho...
talvez seja por isso que eu viva com tanta intensidade todos os momentos,
talvez seja por isso que eu viva sorrindo a maior parte do tempo,
talvez seja por isso que eu não guarde rancores ou ressentimentos por muito tempo,
talvez seja por isso que eu seja tão feliz assim! hahahahaha

Pensamentos filosóficos a parte, vamos aos fatos:

Mamona queria encontrar antes do fim do ano. Aquelas coisas q sempre rolam em fim de ano... todo mundo quer encontrar, conversar, desejar feliz ano novo adiantado, etc. Massa! Marcamos de encontrar. Chamamos mais algumas pessoas e no fim, fomos eu, ele, Xexéu e Uágner.

O lugar escolhido foi o Taco's na pracinha da Puc, mas como o mundo caiu antes de conseguirmos atravessar a rua até o Taco's, ficamos em um outro bar do lado. A princípio relutamos mto pra ficar nesse bar por N motivos: Mamona queria jogar sinuca, o bar era meio sinistro, a gente nunca tinha ido lá, então não sabíamos a qualidade da comida, bebida, etc...

Xexéu até se aventurou a enfrentar o dilúvio e ir até o Taco's AND A granel pra tentar uma mesa. Resultado: zero mesas!

Ficamos no tal bar desconhecido.

Todo mundo com fome, pedimos uma porção: perfeita! Tinha um bom tempo que eu não comia um tira gosto tão saboroso.

Pra nossa surpresa e alegria, em um determinado momento, vimos um cara se preparando pra cantar. O cara tinha simplesmente as maiores costeletas que já vi! hahahaha Obviamente ele não iria cantar sertanejo (só pelas costeletas, rs...) para nossa alegria. O cara começou cantando meio timidamente, mas logo se soltou e o show foi excelente.

Em um dado momento da noite, aparece um cara vendendo amendoins. Ele deixou "a amostra grátis" na mesa, circulou nas outras mesas pra deixar a amostra e depois volto na nossa:

"Amendoeiro": 3 amendoins é 2 reais. 5 é R$3!

Eu: Anh??? Como assim???

"Amendoeiro": 3 é R$2. 5 é R$3!

Eu: Gente! Tá errado isso! Como que pode 3 custar R$2, e 5 custar R$3?

Maldita a hora em que eu falei isso perto de um futuro engenheiro e de um gestou de finanças...

Mamona (futuro engenheiro): Perai, vamos calcular.

Xexéu (gestor de finanças): Mas como vc quer fazer o cálculo? Com uma curva de progressão?

Eu: Curva de progressão?! Tsc...tsc... faz logo uma regra de 3 aí e resolve isso logo!

Mamona: Regra de 3??? hahahahahahaha! É isso sim, Xexéu, temos que fazer uma curva de progressão.

Nota de esclarecimento: a essa altura do campeonato nós já tínhamos comprado o amendoim, mas eles queriam pq queriam entender esses valores só pq eu perguntei.

Alguns minutos depois:

Xexéu: Realmente, seguindo a curva de proporção dá pra comprar uns 15 amendoins por pouco mais de 5 reais.

Aí sim, veio a frase antológica, pra fechar a noite e encerrar o assunto:

Mamona: De tal sorte que no infinito o valor do pacote de amendoim será ZERO!


p.s.: de todas as frases citadas nesse diálogo, a única que é exatamente idêntica a que foi falada é a última, do Mamona, pq eu fiz questão de anotar a frase! hahahaha

3 comments:

Soraia Alves said...

hahahha...adorei a conversa e a frase final...as vezes tenho umas conversar com um amigo que tá fazendo matemática, e tb sai umas coisas assim...hehe

Ah, obrigada pela aula sobre Ying Yang...foi bom saber um pouco mais, e nao fike brava nao viu!
:d

Fica com Deus!

Bjoooo****

Uágner said...

A última frase merecia ser incluída nas "frases da semana" da revista Veja. rs...

Gabi said...

Oi Soraia! Pois é... nas conversas com meus amigos vira e mexe sai pérolas como essa, rs...

que bom q gostou de saber um pouquinho do que eu sei sobre a cultura chinesa =)

uágner, vc é a testemunha viva desse relato! hahahha foi hilário, hahuauhahua assim como seu comentário, rs...