Thursday, April 24, 2008

Memória de minhas putas tristes

É o livro q estou lendo. Gosto mto da escrita do Gabriel e esse livro em especial me lembrou um pouco O amor nos tempos do cólera, sobre o qual já falei nesse post.

Mas diferente do O amor nos tempo do cólera, onde vemos um homem apaixonado, esperar anos pelo seu grande amor, nesse livro temos um senhor que descobre o amor, da forma mais inusitada e simples ao completar 90 anos.

Ainda não terminei de ler, mas já de antemão quero agradecer ao Uágner pelo belo presente de niver e dizer que a escolha dele não poderia ser melhor, pois o livro nos mostra que nunca é tarde pra recomeçar e enxergar as coisas a nossa volta de outra forma. Isso não somente quando o assunto é amor, mas amizade, trabalho e outras coisas que o livro mostra. Fantástico. Eu recomendo!

7 comments:

Rute Faria said...

Oi Gabi!
Já ouvi muitos comentários sobre esse livro. Agora que vc tb indicou, vou ler! Fiquei mto curiosa!

Depois t conto o q achei..

bjo
=*

Gabi said...

ei Rute!!! q bom ver vc por aqui. leia mesmo! é mto legal!!! e o bom é o livro é pequenininho, dá pra ler bem rápido =)

me conta mesmo o q achou.

bjus!!!

Nivs said...

Gabisita, o "bijetivo" de hj é só rasgar seda mesmo. Tem gente que acha que diretor de arte só gosta de rabiscar guardanapo, né? Os Gabiposts mostram exatamente o contrário. Designer também é gente que faz, que acentua, que interroga, que conjuga, que sintetiza, enfim, que escreve textos EXCELENTES! Adoro os delitos e delírios de seu cotidiano! Beijins.

Gabi said...

ô Nivs, q delícia esse seu post!!! obrigada pelo elogio :) sou quase uma diretoradearteetambémredatoranashorasvagas, hahahahaha =)

os delírios do meu cotidiano tem sido mais comédias do q os delitos, rs...

bjuuuuus

Carol Sales said...

Já li e gostei.
Saudade de Uágner.

Gabi said...

eu temém gostei por demais desse livro...

bjuuuuus

Rute Faria said...

Li.
muito bom!
obrigada pela indicação!
bjus